Ufologia

A base secreta onde desenvolvem tecnologia alienígena de engenharia reversa

Imagem ilustrativa

Jan Harzan, diretor executivo da Mutual UFO Network (MUFON), diz que os OVNIs foram recuperados e ESTÃO sendo armazenados, mas não na Área 51. Bem, não exatamente.

Harzan afirma que há uma instalação subterrânea secreta construída na base das Montanhas Papoose, no condado de Lincoln, Nevada, onde naves espaciais alienígenas recuperadas e seres extraterrestres são mantidos escondidos.

Desde o lendário acidente de OVNI de Roswell em julho de 1947, os teóricos da conspiração alienígena alegaram que os restos de um disco voador, e até mesmo alienígenas mortos, foram secretamente levados para armazenamento – algo que o governo dos EUA nega.

Roswell está no centro da cena OVNI desde julho de 1947, quando os militares anunciaram sensacionalmente em um comunicado de imprensa que encontraram os restos de um disco voador caído no deserto próximo.

Mas no dia seguinte retirou a declaração, dizendo que era de fato um balão aéreo da Força Aérea dos EUA danificado.

Testemunhas mais tarde se apresentaram para dizer que havia corpos alienígenas dentro da “nave acidentada”, que junto com os destroços foram levados. Houve especulações de que os restos mortais foram levados para a Área 51 no deserto de Nevada, ou para a base da Força Aérea Wright Patterson, perto de Dayton, Ohio.

No verão passado, o Express.co.uk revelou as alegações de Andre Milne, fundador da empresa de tecnologia de defesa Unicorn Aerospace, de que a Área 51 não abrigava alienígenas, mas era usada para os chamados “projetos negros” para desenvolver uma nova tecnologia secreta de vôo.

A MUFON, com sede nos EUA, é a maior organização do mundo dedicada à pesquisa de OVNIs e alienígenas e mantém um banco de dados global contendo dezenas de milhares de avistamentos e dicas relatados.

Harzan parece concordar com Milne sobre a Área 51, mas disse que a tecnologia alienígena estava armazenada em outro lugar.

Ele disse: “A Área 51 é uma base aérea ultra-secreta para a CIA e os militares testarem aeronaves super-secretas anos antes do que o público em geral está ciente.

“Até onde sabemos, não há OVNIs ou alienígenas na Área 51.

“Há, no entanto, uma área ao sul e no mesmo Tonopah Test Range chamada S4.

“Com base em informações privilegiadas, é aqui que ocorre o trabalho em naves extraterrestres recuperadas.

Os teóricos da conspiração acreditavam que restos de naves espaciais de OVNIs foram armazenados na Área 51, e que cientistas do governo estavam pesquisando os restos para projetar a tecnologia alienígena.

“Até onde sabemos, não há OVNIs ou alienígenas na Área 51. Então, quando o presidente ou outros oficiais proclamam orgulhosamente que não há OVNIs ou alienígenas na Área 51, eles podem estar tecnicamente corretos porque estão no S4.”

Harzan acredita em muitos outros teóricos da conspiração que o governo dos EUA usa tecnologia alienígena para criar novas naves próprias.

Ele disse que até 10 por cento dos avistamentos de OVNIs relatados à MUFON podem ser tecnologia humana secreta sendo testada.

Ele acrescentou: “Estou certo de que pelo menos 5 a 10 por cento, talvez mais, do que está sendo relatado para nós poderia, de fato, ser aeronaves ultra-secretas dos EUA construídas para a CIA e/ou militares.

“Parece haver sinais reveladores do que é nosso e do que é deles (ET).

“Nossa embarcação tem uma aparência muito angular, com encanamento externo, costuras e saliências no corpo da embarcação.

“Aqueles de origem extraterrestre são muito lisos e integrados, sem costuras ou rebites à mostra, e sem saliências.

“Pelo menos essa é a nossa hipótese com base no que estamos vendo.”

Jan Harzan


Ele também está convencido de que agora as autoridades dos EUA teriam sido capazes de recriar um OVNI recuperado.

Ele disse: “Com base na pesquisa que fiz e nas pessoas com quem conversei, incluindo testemunhas em primeira mão, absolutamente sim.

“Seria uma das maiores prioridades da comunidade militar e de inteligência colocar as mãos em um disco voador de origem extraterrestre.

“Há outros que se apresentaram para compartilhar suas histórias, embora, como se possa imaginar, nossa comunidade de inteligência faça o possível para tentar desacreditá-los.”

Referência: Express.co.uk

Ufólogo, Pesquisador de Campo, Conselheiro e Co-editor do CIFE - Canal Informativo de Fontes/Fenômenos Extraterrestres e Espaciais - Scientific Channel of UFOs Phenomena & Space Research. | Ufologist, Field Investigator, CIFE Co-editor - Scientific Channel of UFOs Phenomena & Space Research.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *